MOEMA

MOEMA
PAPIRUS DO EGITO

sábado, 22 de março de 2014

NONI – CAUSA BENEFÍCIOS OU É NOCIVO À SAÚDE?


Fruta originária da Índia, sua descoberta data de 4mil anos a.C. De lá migrou para a Polinésia Francesa,  no Sudeste da Ásia, onde atualmente é nativa, principalmente nas ilhas da Polinésia e do Havaí, onde medra no rico solo vulcânico. Alguns textos pesquisados consideram o Taiti o seu local de origem. É citada em antigos manuscritos da Ayurveda e Siddla, com mais de 2000 anos e ao longo da História, curandeiros havaianos ou Kahuna encontraram usos saudáveis nesta planta antiga, como uma das mais importantes plantas medicinais dessas regiões, e ainda hoje valorizada por suas propriedades nutracêuticas (nutrientes que tem função medicinal).
Na realidade o Noni não é um medicamento, apresentando  seu suco nutrientes benéficos para o nosso organismo. Vários usos seculares e até milenares têm sido atribuídos aos frutos com várias aplicações não medicinais, tanto na China, como no Japão e no Taiti. Já foram identificados mais de 153 nutracêuticos dos quais onze são vitaminas, nove aminoácidos como a glicina, alanina, argenina, serina, cisteina, tirosina, ácido aspártico, ácido glutâmico, prolina. Contém seis dos mais importantes minerais como o cálcio, potássio, magnésio, cobre, ferro, manganês, molibdênio, selênio e zinco.  As vitaminas são: C, B1, B2, B3, B5, B6, B8, B9 e B12, além das lipossolúveis: A, D, E e K. Por todos esses elementos é uma  mais bioativas  frutas conhecidas.

             CARACTERÍSTICAS  BOTÂNICAS

É uma Rubiácea, denominada cientificamente Morinda citrifolia, conhecida no Havaí com o nome de nono e nonu e na Índia, em hindi, com o nome de aal, difundida, através da Ásia Meridional, ilhas do Pacífico, Polinésia Francesa, Porto Rico, República Dominicana e Brasil, sendo o Haiti o maior produtor. Cresce em florestas tropicais, tanto em terrenos rochosos, como arenosos, salinos, secos, calcários e até vulcânicos. São arbustos ou pequenas árvores, cujo  tronco ereto mede  de 3 a 6m de altura, no máximo 9m. 
Suas folhas grandes, elípticas, simples,  verde-escuras com nervuras vincadas. As  flores são pequenas e brancas que se desenvolvem em pequenos glóbulos fundidos para formar uma inflorescência. A  cabeça da flor aumenta lentamente de tamanho até a floração, crescendo rapidamente quando concluída. Antes do desabrochar da última flor, surge um pequeno fruto de cor verde brilhante, ficando com uma cor amarelada a  incolor quando madura e contém  muitas sementes. Os frutos geralmente têm 12 cm de diâmetro e alguns são menores, ovoides, com 4 a 7 cm,  comestíveis, cheiro forte e marcante, com gosto único e peculiar. A maior parte das pessoas, no entanto, acha desagradáveis tanto o sabor como odor, chamada fruta de queijo ou  de vômito. Floresce  o ano inteiro.
As frutas maduras atraem formigas-tecelãs protegendo a planta de insetos parasitas e os morcegos de frutas que ajudam no processo de disseminação.   

 PROPRIEDADES MEDICINAIS e VALOR ALIMENTÍCIO

De altíssimo valor nutricional o Noni  é um alimento natural, responsável  pelo balanço calórico e proteico, graças  a uma grande variedade de nutrientes  destacando-se a proxeronina, cujos benefícios para a saúde suprem deficiências nutricionais. A sua ação é exercida pela nutrição das células, o que faz com que o organismo recupere seu funcionamento harmonioso, traduzindo em saúde e bem-estar. Isso se deve, entretanto, à ação sinérgica da xeronina com os demais constituintes do fruto.
No sumo do Noni encontram-se, também, sistoesterol, estigmasterol e campestol, três fitosterois que agem como fortificantes de grande capacidade nutricional, reduzem a absorção  intestinal do colesterol em plaquetas e do LDL, além do Ômega 6  e óxido nítrico que dilatam os vasos, melhorando a oxigenação e, consequentemente a memória. Aliado valioso contra o tabagismo.
Outros elementos são os betacarotenos precursores da Vit. A,  ácidos linoleicos (capróico, e caprílico), ácidos  gordurosos que regulam a absorção intestinal. Também glucopiranosas que regulam os níveis de açúcar. A acubina e o asperulósido, que agregam propriedades antibióticas poderosas, e em combinação com a escopoletina, além de conter substâncias antibióticas em conjunto com a moridona e morindina, agem sobre as bactérias, fungos e são anti-inflamatórias, protegendo o organismo contra transtornos digestivos. Associa-se à serotonina componente necessário que se encontra nas plaquetas, no forro do aparelho digestivo e no cérebro. A serotonina por sí é mediadora e neurotransmissora, influente no estado de espírito, no ritmo do sono, na assimilação de alimentos, na percepção da dor, no SNS (sistema nervoso central), atuando como antidepressivo e estimulante da digestão.      Os bioflavonóides são antioxidantes poderosos que impedem a formação  dos radicais livres, responsáveis pela degeneração das células. Estimulam a produção de ácido nítrico que atuam na secreção do hormônio do crescimento, fator chave para evitar o envelhecimento, contribuindo para  manutenção  da massa muscular e a densidade óssea.
A escopoletina é um fito-nutriente isolado em 1993, na Universidade do Havai e que interage sinergicamente com outros nutracêuticos, baixando a pressão arterial. Estimula a produção de linfócitos T do sistema imunológico; essas células desempenham papel central  no combate às doenças, aumentando a produção de macrófagos e/ou linfócitos que constituem componentes vitais da defesa natural do organismo.
A  xeronina, alcaloide existente em todas as células dos seres vivos, serve para ativar as enzimas catalisadoras do processo metabólico celular e regular a síntese das proteínas estruturais,  abrindo os poros das paredes celulares dos humanos, possibilitando, a absorção melhor dos nutrientes consumidos.  Reativa as proteínas catalíticas encarregadas de transportar até às vias excretoras, as células mortas e outras substâncias indesejáveis.
O Noni,, é também rico em proxeronina numa forma inativa, precursora da xeronina que não  é afetada pelos ácidos e enzimas gástricas, sendo metabolizada no intestino grosso. Interage com a melatonina e a serotonina, ajudando a regular o sono e os estados de ânimos. A rutina, o Damnacanthal, as antraquinonas, além dos ácidos capróico, ursólico e terpenóides, são também encontrados no Noni.
Dos frutos isolam-se o Acubin L asperuloside e alizarina. Das raízes extrai-se a  e escopoletina conatins que inibe o crescimento da Escherichia coli e do Helicobacter pylori que provoca úlceras e de fungos do gênero  Pythrium.
Pesquisadores descobriram o Damnacanthal que é encontrado  em The Roots noni, e que inibe a tirosina quinase, dando uma atividade antitumoral à fruta e que pode ser uma excelente aliada na luta contra o câncer, ativando o sistema imunológico, defendendo-o do ataque de doenças, protegendo, dessa forma, o material genético das células,  permitindo outrossim,  que as células doentes voltem à normalidade ou induzindo as   já cancerígenas à morte. Já a xeronina  ajuda a recuperação dos tecidos, controlando o processo de formação de novos leucócitos.
Resumindo, a xeromina é o elemento mais importante no Noni, agindo sobre os seguintes sistemas:
- Aparelho Respiratório – tosse, dor de garganta, resfriado, cólera sinusite.
- Aparelho Digestivo –  diarreias, parasitoses intestinais, enjoos e intoxicação por alimentos.
Também intervém no desarranjo progressivo de tecidos específicos fibroides: uterinos, arteriosclerose, diverticulite, verruga, falha na defesa contras células malignas que podem causar câncer.
Associada a d-glucopyranosides – age sobre as doenças imunodepressoras como Herpes 1 e 2, inflamação pélvica, síndrome pós-viral, pancreatite, tireoide viral, infecções por fungos, mofos e leveduras como pé-de-atleta, candidíase, aftas e muitas outras micoses.
Em associação com os terpenos, age sobre o Sistema  Cárdio-Vascular, regulando a pressão arterial e hipertrofia do ventrículo esquerdo, também a Imunodeficiência virótica, como o  HIV e a de Esptein-Bar, candidíase crônica, falta de energia vital.
Associada à escopoletina e terpenos, atua no Sistema Imunológico, como artrite reumatoide, psoríase, diabetes melitus tipo 2, tireoide, lúpus eritematoso, doenças de Crohn e outras doenças auto-imunes.

                                  USO  ALIMENTAR

O Noni, nunca é demais repetir, por si só, não é um medicamento e sim uma fruta que concentra a maior variedade de nutrientes encontrados  na natureza. Rico em Vitaminas, sais minerais, aminoácidos e outros nutrientes essenciais à vida humana.
Os aborígenes da Austrália comem a fruta com sal ou consumida com especiarias. As sementes podem ser comidas assadas.  O modo mais frequente de obter o suco é bater a polpa dos frutos no liquidificador, misturando com suco de uva, abacaxi ou outra fruta de sabor acentuado que mascare o gosto desagradável do Noni, adoçando-o com mel.
,
                           USO NA MEDICINA  POPULAR

Na China, Japão e Taiti, aproveitam-se todas as partes da planta. Dos sumos obtidos dos frutos, flores, folhas e do tronco obtém-se preparados  usados para combater febres, gengivites, constipação, dores de ouvido, indisposição do estômago, dificuldades respiratórias. Na Malásia  põem-se sobre o peito flores cozidas para curar tosse, náuseas e cólicas. Nas Filipinas o sumo das folhas é usado nas artrites, também  contra asma e disenterias; na Indochina, aplica-se, externamente o fruto descascado e esmagado com sal para consolidar fraturas de ossos. No Havaí os frutos são empregados para extração de pus de furúnculos. O extrato da fruta regula a menstruação e dificuldades urinárias.
Mais de dez aplicações medicinais já obtiveram êxito, tanto comendo o fruto cru, assado, chá das folhas e cápsulas com a polpa liofilizada. Também usado como anti-inflamatório e inibidor histamínico relacionado com a  dor, artrite e alergia
O Ocidente só conheceu o Noni  a partir de 1996, inicialmente no Peru e na Bolívia, estendendo-se por todo o Brasil, onde vem sendo usado  para regular a pressão arterial, devido à presença de escopoletina; nos problemas cardíacos reduzindo as taxas de colesterol e triglicerídeos; na obesidade ajudando nos regimes de emagrecimento; na diabetes dos tipos I e II, reduzindo o uso de insulina e como coadjuvante no tratamento do câncer; aumenta o vigor sexual, melhora a digestão; reduz as inflamações e artrites e usada em casos de depressão. A dose máxima permitida é 300ml/dia, pois não há comprovação dos seus efeitos colaterais, com o  uso prolongado.
O Noni só deve ser usado por indicação de médicos e nutricionistas. Há restrições aos pacientes que fazem radioterapia e quimioterapia.

                                   ANVISA x NONI

Por falta de pesquisas toxicológicas mais aprofundadas, tendo em vista a grande variedade de alcaloides, o Noni se transformou em centro de polêmicas entre a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e a indústria alimentícia que fabrica e comercializa os derivados  dessa fruta,   no Brasil. Não há pesquisas sistemáticas  cujos resultados  exigidos possam comprovar a sua segurança, conforme determina a Resolução n@ 16/1999 e a Resolução RDC n@287/2005, atualizada por sua vez em 18/6/2008, sendo, talvez liberado quando esses requisitos legais forem  cumpridos.
A ANVISA é um órgão que presta conta ao Congresso Nacional, através de Relatórios de Atividades.
As publicações científicas sobre o suco tem causado  muitas controvérsias sobre a sua segurança como alimento. Considerando tratar-se de solicitação de registro de um novo alimento, sem histórico, a avaliação de sua segurança deve ser baseada em critérios rígidos, uma vez que há suspeita de causar hepatite e hepatoxicidade por ser o fígado, porta de entrada do organismo, funcionando como filtro das substâncias que ingerimos. Os que se posicionam contra o seu uso, associam os riscos à proxeronina  precursora da xeronina.
Entretanto pode ser encontrado, principalmente nos EUA, como suco engarrafado, chá. Vendido até pela Internet, sob a forma de cápsulas com conteúdo de folhas ou frutos liofilizados.
Em 2003 o suco foi aprovado pela União Europeia e autorizada a sua fabricação.
Aqui no Brasil, apesar  da não aprovação pela ANVISA é usado pela população, sob a forma de suco.

                                    PROPRIEDADES INDUSTRIAIS

Além da indústria farmacêutica e de alimento, do tronco retira-se uma cera-batik, castanho púrpura que se aplica sobre sedas, principalmente na Ilha de Java (Indonésia). No Havaí retira-se das raízes uma tintura amarelada para tingir tecidos. No Suriname as árvores são usadas como cerca viva ou para-ventos, também como suporte para videiras ou para cobrir pés de café. Usada como xampu para matar piolhos  na Malásia. Na indústria de cosméticos, devido aos ácidos linoleicos são empregados na fabricação de hidratantes das mãos, corpo e cabelos, máscaras faciais, esfoliantes, xampus, condicionador, máscara capilar.

                         CONSIDERAÇÕES  FINAIS

Apesar de todos esses princípios ativos o Noni não é considerado medicamento, nem incompatível com qualquer tratamento.
A ANVISA (Agência de Vigilância Sanitária) cita efeitos colaterais causados pelo uso prolongado, como desencadeadora de hepatite e hepatoxicidade, porém de modo inconcluso por falta de comprovação científica

                           AGRADECIMENTOS

À amiga Ana Sofia Nascimento de Moraes pelo envio, de Miami, via Internet, de prospectos sobre as formas alimrntícias e produtos  cosméticos, disponibilizados no mercado norte-americano.

6 comentários:

  1. Muito interessante. Tenho plantado em casa. Nao tenho coragem de tomar o suco, mas meu marido nao rejeita.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Da fruta eu ja cohecia de nome,, nao pensei que tinhamos ai,
      Me surpreendeu do qnto e' valiosa em nutrientes e ajuda em tantas mazelas do corpo,, um bom trabalho como sempre,
      Parabens, e esperamos mais
      Ana Sofia N Moraes

      Excluir
  3. O noni,causa algum problema a saúde,para quem tem diabete e é hipertenso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vc não leu o texto não? deixe de preguiça e leia o texto e veras a resposta para sua pergunta.

      Excluir
  4. O noni,causa algum problema a saúde,para quem tem diabete e é hipertenso?

    ResponderExcluir